Médica alerta que no inverno crescem os casos de AVC

autor Misto Brasília

Postado em 11/07/2018 16:05:41 - 15:55:00


Baixas temperaturas como em Brasília contribuiu para o aumento de casos de AVC/Arquivo/AcesseBSB

Pesquisa do Instituto Nacional de Cardiologia concluiu que o índice pode chegar a 20% dos casos

Menos líquido, pouco exercício físico e redução do “calibre” dos vasos sanguíneos são os principais fatores para o aumento dos casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC) no inverno, segundo apontou a neurologista brasiliense Letícia Rebello. A médica da Clínica NeuroAnchieta cita uma pesquisa do Instituto Nacional de Cardiologia, vinculado ao Ministério da Saúde.

O levantamento concluiu que os casos de AVC aumentam 20%, principalmente quando a temperatura está abaixo de 14 graus. “Então, tudo isso pode contribuir para esse aumento nas estatísticas", observa.

A sua colega neurologista Ana Kariny Bezerra lembra também que o AVC tem muitos outros fatores de risco que devem ser pesados e avaliados com prioridade, tais como hipertensão arterial, diabetes, dislipidemia e tabagismo. Esses fatores, somados a baixas temperaturas, e principalmente no grupo de mulheres acima dos 65 anos, pode aumentar o risco do AVC e também de infarto cardíaco. 

A prevenção da maioria dos casos é realizada com o controle dos fatores de risco, como detecção precoce e controle de hipertensão arterial, diabetes, dislipidemias e doenças do coração (cardiopatias), e no inverno, o uso de roupas adequadas para suportar o frio.


Presidenciável Ciro Gomes chega na convenção do PDT
Surfista "pesca" com as mãos tainhas na praia da Laguna (SC)
veja +
Cristovam Buarque propõe fim do auxílio-moradia para parlamentares e juízes
Comissão do Senado aprovou regulamentação da profissão de cuidador
Câmara aprova proposta que regulamenta produção e comercialização de queijo artesanal
veja +