Funcionários dos Correios entram em greve neste domingo

autor Misto Brasília

Postado em 11/03/2018 11:13:08 - 11:05:00


Funcionários dos Correios em Brasilia em assembleia geral/Divulgação/Sindicato

Paralisação que não tem prazo para terminar ocorre um dia antes de um julgamento do plano de saúde

Os funcionários da Empresa Brasileira dos Correios e Telégrafos entram em greve a partir da noite deste domingo (12). A decisão foi tomada em assembleias da categoria.  No caso do Distrito Federal, a pauta foi aprovada na última sexta-feira, segundo informou o sindicato dos trabalhadores, um dos 36 que representam as categorias dos Correios em todo o país.

A greve ocorre em meio ao desejo do governo de privatizar a estatal que teria suprimido nos últimos cinco anos 20 mil vagas. Em Brasília, estão em greve cerca de 60 mil vigilantes e na terça-feira param também os servidores do Detran-DF.

A greve que não tem tempo para terminar, coincide com o julgamento pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) nesta segunda-feira do plano de saúde. O julgamento deve começar às 13h30, mas já pela manhã os trabalhadores estarão concentrados para manifestações na frente da Corte, em Brasília.

“Nosso maior benefício (plano de saúde) está sendo atacado. É preciso entender que a proposta da empresa, além da mensalidade, abrange também o compartilhamento de 30% em cima procedimentos e consultas”, explicou a presidenta do sindicato, Amanda Corcino.

A assessoria do sindicato do Distrito Federal informou que a presidente elencou os “principais ataques” que motivaram a greve, além da questão da assistência médica, como a suspensão das férias, a extinção do cargo de OTT e o fim do pagamento do diferencial de mercado.


AO VIVO - II Congresso de Direito Eleitoral de Brasília
O brasileiro é criativo - Despacito no ritmo e versão do vendedor de bom bom
veja +
Aprovada reserva de vagas em universidades públicas para alunos bolsistas de escolas beneficentes
CCJ aprova doação de blindados do Exército brasileiro ao Uruguai
Projetos culturais do Distrito Federal recebem recursos
veja +