Galinho de Brasília não nega origem e arrasta multidão

autor Misto Brasília

Postado em 10/02/2018 22:38:32 - 22:36:00


Mais de dez mil pessoas acompanharam o bloquinho Galinho de Brasília/Wilson Dias/Agência Brasil

O público jovem, maioria presente ao bloco, era o mais empolgado e que dava tom ao clima da azaração

Foliões de todas as idades se reuniram na zona central de Brasília na tarde deste sábado (10) para prestigiar o Galinho de Brasília, bloquinho que já tem tradição na capital federal pela homenagem que faz ao original Galo da Madrugada, em Recife.

Atrás dos três trios elétricos, foliões fantasiados de diferentes cores e personagens se animavam com as músicas do frevo. O público jovem, maioria presente ao bloco, era o mais empolgado e que dava tom ao clima da azaração. De acordo com o governo do Distrito Federal, 10 mil pessoas compareceram ao bloco, que percorreu parte do setor bancário da cidade e algumas quadras comerciais da Asa Sul, informou a Agência Brasil.

Nascido em Pernambuco, mas há 40 anos em Brasília, Paulo Estanislau disse que gosta do Galinho, embora reconheça que igual o original, “jamais vai ser”. “Por mais que a gente ame o frevo e o Galinho, não é a mesma coisa que estar em Olinda. Você olha aqui, as pessoas estão andando. Já em Pernambuco, as pessoas estão pulando, dançando”, explicou.

A professora Joanice Medeiros, 40, que está há 16 anos na capital federal e também é pernambucana, concorda com o colega de folia. A assessora administrativa Liz Oliveira, 37, se surpreendeu com a quantidade de pessoas presentes. Ela e o namorado Rodrigo Salomão, 39, contam que não curtiam o carnaval em Brasília desde 2015 e este ano estão achando mais agitado.

A pesquisadora e sanitarista Jacinta Sena, 52, que compareceu ao bloquinho ao lado dos filhos e de um neto, também elogiou a animação do pessoal, conduzido pela Orquestra Popular Marafreboi. “Esse aqui eu levei com um ano”, orgulha-se, apontando para o filho, já adulto. 


Fundo Partidário vai definir força das coligações, diz deputado
Bandidos ateiam fogo em ônibus em Florianópolis
veja +
Maia esteve com General Villas Boas para falar sobre intervenção
Comissão quer maior controle sobre importação de produtos agrícolas
Projetos que podem render recursos imediatos para o governo
veja +