Auxílio moradia é rejeitado por quase 1 milhão de internautas

autor Misto Brasília

Postado em 04/01/2018 15:09:46 - 15:04:00


Luiz Fux ér o relator do processo do auxílio moradia que empacou no STF/Arquivo

A regalia ao Ministério Público e ao Judiciário já custou ao contribuinte mais de R$ 4,2 bilhões

Até o meio da tarde de hoje (04), 742,9 mil internautas haviam se manifestado contra o fim do auxílio moradia a 17 mil juízes e 13 mil membros do Ministério Público. A opinião está sendo recebida pelo portal e-cidadania do Senado, que analisa uma proposta para acabar com o benefício que já custou ao contribuinte mais de R$ 4,2 bilhões. Esse valor é muito maior que o investimento em saúde e educação, juntos.

A regalia com o dinheiro público também é estendida para desembargadores, promotores, conselheiros e procuradores de contas e aos próprios ministros do Supremo Tribunal Federal, que não decidem sobre o assunto.

A proposta no Senado ainda não passou da Comissão de Direitos Humanos, que programou uma audiência pública para instruir o projeto, mas sem data para acontecer. O senador Randalfe Rodrigues (Rede-AP), disse que a prerrogativa se deformou em verdadeira forma de concessão de reajuste transverso ao subsídio de parlamentares, ministros de Estados, magistrados e membros do Ministério Público, “além de mecanismo de burla ao teto remuneratório”. Randolfe é o relator da matéria.

O e-cidadania registrou de maio de 2012 até dezembro de 2017, mais de 38 mil sugestões legislativas. Só no ano passado, 26.672 sugestões foram feitas por mais de 18 mil brasileiros, segundo informou a Agência Senado. No ano passado, 3 milhões e 820 mil apoios já foram recebidos por todas as ideias apresentadas.


Apoio à greve dos caminhoneiros leva milhares às ruas neste domingo
Vale tudo para levar gasolina para casa, até tambores para água
veja +
Começa nesta sexta-feira o Feirão da Caixa em Brasília
Vacinação contra a aftosa continua no Distrito Federal até o final do mês
Barroso explica obrigação dos partidos em reservar 30% do fundo eleitoral para candidatas
veja +