Greve da PM continua, mas Jungmann diz que RN voltou ao normal

autor Misto Brasília

Postado em 01/01/2018 19:28:27 - 19:20:00


Jungamnn com o governador Robinson Faria e um militar do Exército/AgoraRN

Ministro da Defesa diz que indicadores do crime caíram verticalmente com chegada das Forças Armadas

Durante entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (1°), em Natal, no Rio Grande do Norte, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse que “todos os indicadores, seja de morte, roubo, assalto, seja o que for, todos caíram verticalmente. Ou seja, o que nós prometemos ao povo do Rio Grande do Norte, nós entregamos”, disse Jungmann.

Desde o início da paralisação, no dia 19 de dezembro, até a manhã de domingo (31), 94 mortes violentas haviam sido registradas no estado, a maioria na região metropolitana de Natal e Mossoró. Somente na última sexta-feira (29), antes do início da Operação Potiguar III, das Forças Armadas, 18 mortes foram contabilizadas.

O estado teve aumento de 20% de homicídio em 2017 se comparado a 2016. Ao todo, foram contabilizados 2.405 homicídios, latrocínios, lesões corporais seguidas de mortes e outros crimes que resultaram em assassinatos. A constatação foi feita pelo Observatório da Violência Letal e Intencional do Rio Grande do Norte (Obvio).

No dia 30, já com os militares na rua, o número caiu para 11. No dia 31, foram duas mortes. E após quase duas semanas registrando recordes nos índices de violência, o Rio Grande do Norte teve uma noite de réveillon considerada tranquila.


Rollemberg garante que a Estação de Corumbá estará concluída até o final do ano
"O senhor não tem vergonha na cara", dispara brasileiro para Gilmar Mendes
veja +
Meirelles diz que conselho definirá casos de vice-presidentes da CEF
Propostas que legalizam jogos de azar andam rápido no Congresso
Publicada lei que pretende diminuir os altos índices de mortes no trânsito
veja +