Greve da PM continua, mas Jungmann diz que RN voltou ao normal

autor Misto Brasília

Postado em 01/01/2018 19:28:27 - 19:20:00


Jungamnn com o governador Robinson Faria e um militar do Exército/AgoraRN

Ministro da Defesa diz que indicadores do crime caíram verticalmente com chegada das Forças Armadas

Durante entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (1°), em Natal, no Rio Grande do Norte, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse que “todos os indicadores, seja de morte, roubo, assalto, seja o que for, todos caíram verticalmente. Ou seja, o que nós prometemos ao povo do Rio Grande do Norte, nós entregamos”, disse Jungmann.

Desde o início da paralisação, no dia 19 de dezembro, até a manhã de domingo (31), 94 mortes violentas haviam sido registradas no estado, a maioria na região metropolitana de Natal e Mossoró. Somente na última sexta-feira (29), antes do início da Operação Potiguar III, das Forças Armadas, 18 mortes foram contabilizadas.

O estado teve aumento de 20% de homicídio em 2017 se comparado a 2016. Ao todo, foram contabilizados 2.405 homicídios, latrocínios, lesões corporais seguidas de mortes e outros crimes que resultaram em assassinatos. A constatação foi feita pelo Observatório da Violência Letal e Intencional do Rio Grande do Norte (Obvio).

No dia 30, já com os militares na rua, o número caiu para 11. No dia 31, foram duas mortes. E após quase duas semanas registrando recordes nos índices de violência, o Rio Grande do Norte teve uma noite de réveillon considerada tranquila.


Guga Kuerten diz que cortar dinheiro do esporte das crianças é ato de desespero
Forró e festa junina no gabinete do vice-presidente da Câmara
veja +
Comissão aprova criação de creches para filhos de agentes de segurança pública
Especialistas sugerem contratação de mais aprendizes pelo poder público
Aplicativo Sine Fácil ajuda 2,7 desempregados no Distrito Federal
veja +