Novas operações contra universidades tem protesto de sindicalistas

autor Misto Brasília

Postado em 07/12/2017 10:55:01 - 10:51:00


Sindicalistas de esquerda fazem protesto contra operações da PF na UFMG/Reprodução/EM

Policiais federais voltaram à UFSC e ontem fizeram uma operação na UFMG por desvio de recursos

A Polícia Federal e servidores da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Tribunal de Contas da União voltaram hoje ao campus da Universidade Federal de Santa Catarina. As operações policiais contra a corrupção na instituição criaram muita polêmica depois do suicídio do reitor Luiz Carlos Cancelier que, para os críticos foi provocado por acusações sem fundamento.

Hoje, a Operação Torre de Marfim apura a aplicação irregular de verbas públicas federais em projetos de pesquisa desenvolvidos por fundações de apoio da Universidade.  

As investigações tiveram início em 2014, a partir de comunicação feita pelo gabinete da Reitoria da UFSC. Instruída com nota técnica e relatórios elaborados pela CGU, o documento analisava aparentes irregularidades em projetos de pesquisa desenvolvidos com uso verbas públicas federais, entre 2003 e 2004.

Também hoje lideranças sindicais e até parlamentares, como Arlindo Chinaglia (PT-SP) protestam contra investigações na Universidade Federal de Minas Gerais. A operação foi deflagrada ontem. A condução coercitiva de professores e integrantes da cúpula da instituição, revelou uma investigação sobre suposto desvio de dinheiro destinado ao projeto de construção do Memorial da Anistia Política do Brasil (MAP). Pelo menos R$ 4 milhões teriam sido desviados do projeto, em processo que pode envolver peculato e formação de quadrilha. 


Arthur Maia aceita proposta de servidores para facilitar aprovação da reforma
Maia anuncia a nova data de votação da reforma da Previdência
veja +
Nilson Leitão vai liderar a bancada do PSDB no próximo ano
Rodrigo Maia diz que a "sociedade" concorda que é necessário a reforma na Previdência
Zarattini disse que adiar votação da reforma da Previdência é uma derrota do governo
veja +