Ghandi e o Direito

autor Vitória Colvara

Postado em 24/11/2017 09:53:17 - 09:42:00


Ghandi manda arrumar o próprio quarto e nos convida para a mudança/Arquivo/Pinterest

Alguns valores, aprendidos ainda na infância, são colocados à prova todos os dias

"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." Rui Barbosa.

Desde criança sou intrigada com questões de justiça. O próprio símbolo enigmático me trazia mil questionamentos. "Tia, porque que a justiça tem uma venda nos olhos?" "Pai, porque que ela carrega uma espada?" "Tio, o que significa essa balança?".

Cada um me respondia a sua maneira, despertando em mim o interesse em estudar Direito acreditando na utopia de conseguir mudar o mundo.

Depois de alguns anos, mudei de sonho, talvez o Direito me fornecesse instrumentos para, pelo menos, solucionar injustiças. Já prestes a me formar e mergulhada no universo jurídico, tendo passado pela promotoria, advocacia e pelo judiciário, me dei conta de que o desafio era muito maior do que sonhava.

E que alguns valores, aprendidos ainda na infância, são colocados à prova todos os dias. Resolvi então enveredar para a academia, acreditando na pesquisa científica séria, no infinito interesse pelo conhecimento.

E aí, lendo Rui Barbosa, que tanto fala sobre as instituições e a liberdade que deve haver dentro delas, lembrei de Ghandi que nos manda arrumar o próprio quarto e nos convida a sermos a mudança que queremos no mundo. 
É bem isso mesmo.

Hoje olho para trás com alegria, vivo o presente intensamente e mantenho meus planos futuros. Ter a consciência tranquila e saber que princípios e normas andam em pé de igualdade é o que me move todos os dias. 
Nunca se perca!


AO VIVO - II Congresso de Direito Eleitoral de Brasília
O brasileiro é criativo - Despacito no ritmo e versão do vendedor de bom bom
veja +
Aprovada reserva de vagas em universidades públicas para alunos bolsistas de escolas beneficentes
CCJ aprova doação de blindados do Exército brasileiro ao Uruguai
Projetos culturais do Distrito Federal recebem recursos
veja +