Ministro do STF diz que PF também pode firmar delações

autor Misto Brasília

Postado em 23/10/2017 17:37:01 - 17:33:00


Marco Aurélio é a favor que a PF também realize delações/Arquivo/STF

Marco Aurélio relata uma ação, apresentada do ano passado pela Procuradoria-Geral da República

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), indicou nesta segunda-feira que vai se manifestar a favor da possibilidade de a Polícia Federal poder firmar acordos de delação premiada, de acordo com a Reuters.

Marco Aurélio relata uma ação, apresentada em maio do ano passado pela Procuradoria-Geral da República, em que pede ao STF que considere inconstitucional a previsão da lei 12.850, sobre organizações criminosas, que definiu, entre outros pontos, a colaboração premiada como um dos meios de obtenção de prova a ser usado pela polícia.

“Toda concentração é perniciosa, é ruim”, afirmou à Reuters o ministro do Supremo. Para ele, há uma queda de braço entre o Ministério Público e a polícia que não potencializam o objetivo do uso da colaboração premiada, mas sim apenas assegurar o “monopólio da investigação”.

O ministro do STF afirmou já ter se manifestado publicamente a favor do uso das delações como meio de obtenção de prova, tese que vem sendo adotada pela PF. Segundo ele, isso significa que as colaborações devem ser tratados como depoimentos e que a eventual concessão de benefícios penais a delatores só deverá ser feita a partir de uma avaliação dos desdobramentos das informações apresentadas por eles.


Fundo Partidário vai definir força das coligações, diz deputado
AO VIVO Câmara Legislativa do DF
veja +
Projetos que podem render recursos imediatos para o governo
Afif defende que Refis deve ser pautado para derrubada do veto
Comércio eletrônico poderá aceitar dinheiro como forma de pagamento
veja +