Ministro do STF diz que PF também pode firmar delações

autor Misto Brasília

Postado em 23/10/2017 17:37:01 - 17:33:00


Marco Aurélio é a favor que a PF também realize delações/Arquivo/STF

Marco Aurélio relata uma ação, apresentada do ano passado pela Procuradoria-Geral da República

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), indicou nesta segunda-feira que vai se manifestar a favor da possibilidade de a Polícia Federal poder firmar acordos de delação premiada, de acordo com a Reuters.

Marco Aurélio relata uma ação, apresentada em maio do ano passado pela Procuradoria-Geral da República, em que pede ao STF que considere inconstitucional a previsão da lei 12.850, sobre organizações criminosas, que definiu, entre outros pontos, a colaboração premiada como um dos meios de obtenção de prova a ser usado pela polícia.

“Toda concentração é perniciosa, é ruim”, afirmou à Reuters o ministro do Supremo. Para ele, há uma queda de braço entre o Ministério Público e a polícia que não potencializam o objetivo do uso da colaboração premiada, mas sim apenas assegurar o “monopólio da investigação”.

O ministro do STF afirmou já ter se manifestado publicamente a favor do uso das delações como meio de obtenção de prova, tese que vem sendo adotada pela PF. Segundo ele, isso significa que as colaborações devem ser tratados como depoimentos e que a eventual concessão de benefícios penais a delatores só deverá ser feita a partir de uma avaliação dos desdobramentos das informações apresentadas por eles.


AO VIVO - II Congresso de Direito Eleitoral de Brasília
O brasileiro é criativo - Despacito no ritmo e versão do vendedor de bom bom
veja +
Aprovada reserva de vagas em universidades públicas para alunos bolsistas de escolas beneficentes
CCJ aprova doação de blindados do Exército brasileiro ao Uruguai
Projetos culturais do Distrito Federal recebem recursos
veja +