Temer novamente na berlinda

autor André Pereira Cesar

Postado em 22/09/2017 09:08:04 - 09:02:00


Geddel estaria negociando delação premiada que pegaria muitos peemedebistas/Arquivo/Reprodução

Para piorar a situação do presidente, Geddel Vieira Lima estaria negociando sua delação premiada

O presidente Michel Temer volta a enfrentar novo período de forte turbulência política. A nova ação do ex-procurador-geral Rodrigo Janot já está na Câmara dos Deputados, aumentando a pressão sobre o Planalto.

Para começar, a nova ação é mais contundente que a anterior. Denúncias feitas pelo doleiro Lúcio Funaro apontam que importantes nomes do PMDB, como Temer, Cunha e Henrique Eduardo Alves teriam recebido propina via Furnas e Caixa Econômica Federal, entre outros. Velho operador das finanças do mundo político, Funaro mostrou confiança em suas palavras.

Para piorar a situação do presidente, Geddel Vieira Lima estaria negociando sua delação premiada. Ex-homem forte do governo, o baiano não desejará ir a pique sozinho.

Em outra frente de problemas, a base aliada está em conflito quase aberto. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, vocalizou a insatisfação do DEM. Segundo ele, o partido teria recebido uma "facada nas costas" do PMDB, que teria cooptado parlamentares de outros partidos que negociavam seu ingresso no DEM.

Além disso, o Centrão segue pedindo a cabeça do ministro tucano Antônio Imbassahy, que a cada dia perde mais credibilidade no Congresso.

Terá condições Temer de enfrentar o quadro adverso? Na condição de presidente e com a caneta na mão, em tese a resposta é positiva. No entanto, sua margem de manobra é limitada. São poucas as mudanças em primeiro e segundo escalões que ele ainda pode fazer para atender aos aliados. A liberação de emendas também terá limites claros. Assim, será necessária uma boa engenharia política para que o Planalto vença a peleja.

A partir da próxima semana, o quadro ficará mais claro. O relógio corre e a data prevista para a votação da nova ação na CCJ da Câmara, 12 de outubro, está perigosamente próxima.

O presidente Temer viverá, mais uma vez, dias de fortes emoções.


O brasileiro é criativo - Despacito no ritmo e versão do vendedor de bom bom
Deputado ataca Ciro e classifica o pré-candidato de racista e caloteiro
veja +
Aprovada reserva de vagas em universidades públicas para alunos bolsistas de escolas beneficentes
CCJ aprova doação de blindados do Exército brasileiro ao Uruguai
Projetos culturais do Distrito Federal recebem recursos
veja +