Um olhar atualizado sobre a cena política

autor André Pereira Cesar

Postado em 31/08/2017 10:54:19 - 10:47:00


Temer se encontra com autoridades do Cazaquistão no caminho da China/Divulgação/PR

Presidente da República começou a demitir indicados de parlamentares que votaram contra ele

Temer e aliados - o presidente Michel Temer cedeu à pressão dos aliados mais fiéis e começou a demitir indicados de parlamentares que votaram a favor da ação de Rodrigo Janot. Com isso, setores do PMDB e o Centrão saem vitoriosos no embate que ocorre dentro do governo. A decisão do presidente, porém, eleva o risco no processo de votação da segunda ação de Janot, que deve ser protocolada em breve.

Temer, Maia e Fufuca - com o presidente Temer em viagem oficial à China, Rodrigo Maia assume temporariamente o Planalto. Em seu lugar na Câmara entra o até então desconhecido André Fufuca (PP-MA), que está em seu primeiro mandato. Essa composição provisória torna altamente improvável a chance de aprovação, em plenário, de alguma proposição relevante.

Renca - a Justiça Federal expediu liminar suspendendo o decreto presidencial que extingue reserva nacional na Amazônia. A decisão judicial tem caráter provisório e deverá ser derrubada em breve. Mesmo assim, o assunto aumentou o desgaste do presidente Temer junto à opinião pública.

Reforma política - o tempo corre e a proposta de reforma política segue registrando avanços tímidos. Assim, são reais as chances de que o pleito de 2018 ocorra sob as regras atualmente vigentes.

Delação de Lúcio Funaro - aguardada há semanas pelo mundo político, finalmente a delação do doleiro Lúcio Funaro veio à tona. O responsável no STF pela Lava Jato, ministro Fachin, sugeriu alguns ajustes no material, mas ele deverá ser homologado. As declarações do doleiro atingem o coração do governo e gerarão novo período de fortes turbulências em Brasília, com consequências imprevisíveis.

Contas públicas - após o anúncio dos números fortemente negativos nas contas públicas em julho, o governo segue batalhando para aumentar a previsão de rombo em 2017 e 2018. O Planalto e a equipe econômica trabalham para atualizar esse rombo em R$ 159 bilhões nos dois anos. O resultado é um claro indicativo que Henrique Meireles e seu time, as estrelas do governo Temer, ainda precisam mostrar serviço.

Lula e a caravana nordestina - o saldo pífio da caravana de Lula pelo Nordeste mostra que crescem as chances de uma candidatura alternativa do PT para as eleições de 2018. Na bolsa de apostas, ganha força o nome de Fernando Haddad, em uma composição com o PSB. Em sua movimentação atual, Lula apenas mantém o PT em evidência no noticiário.


O brasileiro é criativo - Despacito no ritmo e versão do vendedor de bom bom
Deputado ataca Ciro e classifica o pré-candidato de racista e caloteiro
veja +
Aprovada reserva de vagas em universidades públicas para alunos bolsistas de escolas beneficentes
CCJ aprova doação de blindados do Exército brasileiro ao Uruguai
Projetos culturais do Distrito Federal recebem recursos
veja +