Natalidade. E os homens?

autor Vitória Colvara

Postado em 19/08/2017 10:26:12 - 10:22:00


A responsabilidade sobre a natalidade sempre recai para a mulher/Arquivo/Reprodução

Porque quando se fala de controle de natalidade, se pensa em formas de reprimir a mulher

As políticas de natalidade sempre focam na mulher. Nunca entendi isso.

Os homens são férteis todos os dias, as mulheres uma vez a cada ciclo.

Uma mulher, por mais que se relacione com mil caras, só é capaz de engravidar de um por vez e, uma vez grávidas, assim permanecem por noves meses, salvo exceções.

Um homem, pode engravidar todas as mulheres com as quais se relaciona, e assim, de maneira irresponsável, pode ser "pai" de inúmeras crianças da mesma idade.

Que fique claro que não estou fazendo juízo de valor. Só estou querendo colocar em pauta uma questão que quase nunca é discutida quando se fala de machismo, feminismo ou achismo.

Por que só as mulheres é que tem que se prevenir? (Não estou falando de camisinha)

Por que a "culpa" ou a "responsabilidade" pela gravidez recai sempre para a mulher?

Por que não exigimos dos nossos garotos que eles pensem duas vezes antes de colocar pra fora sua tão supervalorizada testosterona?

Inúmeras somos nós que nos entupimos de remédios e hormônios que nos causam um mal danado. E se na hora H o cara não segura a onda, no dia seguinte chega com uma pílula e uma carinha de fofinho porque não é ele que vai tomar!

Claro que não estou generalizando, homens, amo vocês.

Na verdade só queria mesmo entender porque quando se fala de controle de natalidade, se pensa em formas de reprimir a mulher, o comportamento da mulher, o corpo da mulher e até o próprio nascimento da mulher como foi o caso da China por muitos anos. Como se homem e gravidez não tivesse nada a ver.

Pensemos!


AO VIVO -TV da Câmara Legislativa
O desabafo do prefeito de Belo Horizonte
veja +
Shéridan defende aumento da pena para estupro
Eunício anuncia que é MP para alterar reforma trabalhista no Palácio
Vital do Rêgo entrega auditorias de 94 obras para Comissão de Orçamento avaliar
veja +