Não fosse o frio

autor Vitória Colvara

Postado em 05/07/2017 08:50:00 - 08:44:00


O frio de Brasília fez nossa colaboradora fechar as janelas/Arquivo/Agência Brasil

É importante fechar ciclos, mas confesso que sequer as portas eu consigo lembrar de fechar

Tenho verdadeira dificuldade com conclusões! E isso vem desde quando eu era criança. Começo, mas não termino. Quando eu ia para missa ficava morrendo de vontade de comer a hóstia e não posso porque interrompi a primeira comunhão ao mudar de cidade.

Uma vez tentei argumentar com o padre, dizendo que já tinha aprendido a ler a bíblia e sabia todas as orações de cor. Não teve jeito.

Talvez se eu recorrer ao Papa Francisco, ainda consiga realizar esse sonho. Mas é que nem de recurso eu gosto e odeio quando as pessoas reduzem o meio ambiente a ideia limitada de recursos naturais. Trato a vida como um rio fluido ou um mar aberto. Mas sem o menor receio de me afogar, tai um medo que nunca tive. A ideia de fluxo e de continuidade faz parte da minha essência de uma maneira até prejudicial às vezes.

É importante fechar ciclos, mas confesso que sequer as portas da minha casa eu consigo lembrar de fechar. Não fosse o frio, estaria agora com as janelas abertas ou então deitada na rede, do lado de fora.

Não fosse o frio, eu estaria suportando melhor a dor, do meu tornozelo e do meu coração. E agora, enquanto eu escrevo isso, recebi uma foto de uma fogueira para lá de convidativa. Eu tenho verdadeira dificuldade com convites.


O brasileiro é criativo - Despacito no ritmo e versão do vendedor de bom bom
Deputado ataca Ciro e classifica o pré-candidato de racista e caloteiro
veja +
Aprovada reserva de vagas em universidades públicas para alunos bolsistas de escolas beneficentes
CCJ aprova doação de blindados do Exército brasileiro ao Uruguai
Projetos culturais do Distrito Federal recebem recursos
veja +