Não fosse o frio

autor Vitória Colvara

Postado em 05/07/2017 08:50:00 - 08:44:00


O frio de Brasília fez nossa colaboradora fechar as janelas/Arquivo/Agência Brasil

É importante fechar ciclos, mas confesso que sequer as portas eu consigo lembrar de fechar

Tenho verdadeira dificuldade com conclusões! E isso vem desde quando eu era criança. Começo, mas não termino. Quando eu ia para missa ficava morrendo de vontade de comer a hóstia e não posso porque interrompi a primeira comunhão ao mudar de cidade.

Uma vez tentei argumentar com o padre, dizendo que já tinha aprendido a ler a bíblia e sabia todas as orações de cor. Não teve jeito.

Talvez se eu recorrer ao Papa Francisco, ainda consiga realizar esse sonho. Mas é que nem de recurso eu gosto e odeio quando as pessoas reduzem o meio ambiente a ideia limitada de recursos naturais. Trato a vida como um rio fluido ou um mar aberto. Mas sem o menor receio de me afogar, tai um medo que nunca tive. A ideia de fluxo e de continuidade faz parte da minha essência de uma maneira até prejudicial às vezes.

É importante fechar ciclos, mas confesso que sequer as portas da minha casa eu consigo lembrar de fechar. Não fosse o frio, estaria agora com as janelas abertas ou então deitada na rede, do lado de fora.

Não fosse o frio, eu estaria suportando melhor a dor, do meu tornozelo e do meu coração. E agora, enquanto eu escrevo isso, recebi uma foto de uma fogueira para lá de convidativa. Eu tenho verdadeira dificuldade com convites.


AO VIVO -TV da Câmara Legislativa
O desabafo do prefeito de Belo Horizonte
veja +
Shéridan defende aumento da pena para estupro
Eunício anuncia que é MP para alterar reforma trabalhista no Palácio
Vital do Rêgo entrega auditorias de 94 obras para Comissão de Orçamento avaliar
veja +