Michel Temer em seu labirinto

autor André Pereira Cesar

Postado em 21/06/2017 09:03:36 - 09:01:00


Temer levou a crise para a Rússia/Arquivo/Divulgação/PR

Depois de Joesley, fala-se que outros empresários de peso podem buscar a Justiça para falar

A crise viajou para a Rússia. Apesar de ser um clichê, a frase sintetiza à perfeição o estado atual das coisas. Isolado e pressionado em diferentes frentes, o presidente Michel Temer perdeu as condições de comandar o país. Hoje, ele é uma espécie de zumbi, um fantasma a arrastar correntes no Planalto e no Alvorada.

O PSDB, por exemplo, segue em cima do muro e não garante apoio total a Temer. Importantes lideranças, como o ex-presidente Fernando Henrique, demonstram publicamente seu desconforto com a situação. Os mais novos, chamados de "cabeças pretas", flertam abertamente com outras legendas e, caso o partido não rompa em definitivo com o governo, sairão da agremiação. Divisão é a palavra de momento entre os tucanos.

Por outro lado, as denúncias seguem e alimentam ainda mais a tensão reinante. Depois de Joesley Batista e sua JBS, fala-se em Brasília que outros empresários de peso podem buscar a Justiça para falar. Essa é uma fonte de pressão considerável.

O núcleo duro do governo também sentiu o quadro geral. Com homens fortes presos ou afastados, Temer tem poucos quadros de qualidade à disposição.

Por último, a agenda governista perdeu força nas últimas semanas. Mesmo a reforma trabalhista, em tese a mais fácil de ser aprovada, pagou seu preço. A rejeição da matéria pela Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal não representa o sepultamento da proposição, mas indica claramente que o Planalto precisará negociar em outros termos para sua aprovação. O preço de face subiu.

Temer terminará seu mandato? É possível que sim. No entanto, caso passe a faixa para seu sucessor, o presidente será pouco mais que um "pato manco". E o país estará igualmente manco.


O brasileiro é criativo - Despacito no ritmo e versão do vendedor de bom bom
Deputado ataca Ciro e classifica o pré-candidato de racista e caloteiro
veja +
Aprovada reserva de vagas em universidades públicas para alunos bolsistas de escolas beneficentes
CCJ aprova doação de blindados do Exército brasileiro ao Uruguai
Projetos culturais do Distrito Federal recebem recursos
veja +