O país de Macunaíma em seis pontos

autor Gilmar Correa

Postado em 31/05/2017 20:58:45 - 20:49:00


Notícias publicadas num único dia dão a dimensão do problema social/Arquivo/Reprodução/CarosAmigos

Seis temas escolhidos aleatoriamente em um único dia mostram as desigualdades explícitas

Para o mais atento expectador, o Brasil continua um país da desigualdade. Uma Terra de Macunaíma, onde o mais esperto leva vantagem. Para ilustrar o que se disse acima, veja algumas notícias abaixoExemplos são de notícias publicadas num único dia. 

Não são notícias velhas, mas publicadas num único dia. Ontem, quarta-feira (31). Só para fechar o mês de maio. 

01 - Brasil supera apenas Venezuela e Mongólia em ranking de competitividade. O Brasil está próximo da lanterna da competitividade global, aponta um relatório divulgado nesta quarta-feira pelo instituto de pós-educação suíço IMD em parceria com a Fundação Dom Cabral. 

02 - Mais da metade dos alunos brasileiros não tem conhecimentos financeiros básicos. O teste de cultura financeira realizado no âmbito do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) mede a habilidade de estudantes de 15 anos em situações do cotidiano envolvendo questões e decisões financeiras. 

03 - Os setores que desafiam o pessimismo e estão contratando. Empresas de tecnologia ou prestação de serviços nessa área, por exemplo, aumentaram as contratações em 20% nos primeiros quatro meses de 2017 ante o mesmo período do ano anterior, nas contas da Page Personnel, multinacional de recrutamento e suporte à gestão. 

04 - STF analisa mudança em foro privilegiado de mais de 50 mil autoridades. Atualmente, mais de 54 mil pessoas têm foro no Brasil, diz um estudo da Consultoria Legislativa do Senado - um número que em outros países, segundo um de seus autores, está no máximo "na casa das centenas". 

05 - Com governo em crise, ruralistas aceleram votações polêmicas. A movimentação é criticada por ambientalistas, que acusam o grupo de aproveitar a fragilidade do governo para aprovar medidas que ampliarão o desmatamento e o risco de desastres ambientais. O próprio Ministério do Meio Ambiente foi contra a aprovação das medidas, que seriam "um retrocesso". 

06 - Contribuição sindical retorna com Medida Provisória. A nova contribuição (que ainda não tem valores definidos) será criada por Medida Provisória a ser editada quando a reforma trabalhista for sancionada. O desconto obrigatório em folha de todo trabalhador sustenta os sindicatos pelegos de trabalhadores e de empregadores. São recolhidos mais de R$ 3,5 bilhões por ano.


Mensagem emocionante de quem construiu o Congresso
Aécio volta a dizer que é “vítima de uma ardilosa armação”
veja +
Parlamentares defendem ações e investimentos para a primeira infância
Para Perondi, governo enfrenta poderoso nicho de fiscais e Ministério Público do Trabalho
Eunício explica porque não leu o Projeto de Decreto do Trabalho Escravo
veja +