Reciprocidade

autor Vitória Colvara

Postado em 12/05/2017 10:03:29 - 09:58:00


Antes de atravessar oceanos, tenha certeza que conseguirá/Arquivo/LoucurasyChocolates

E se você está numa relação na qual sente que não há reciprocidade, desapega

Eu atravessaria o lago a nado pelas pessoas que amo, mas jamais exigiria que alguém que sequer sabe nadar, fizesse o mesmo por mim, como prova de amor. Os sentimentos - todos eles - devem fluir naturalmente, sem cobranças, sem mensurar quanto vale uma tarde cuidando dos filhos dos amigos ou uma carona no meio da madrugada para um destino totalmente fora da nossa rota. 

Diferente do comércio que ficava ao lado da casa da minha avó, nas nossas relações afetivas nós não podemos simplesmente anotar aquilo que levamos, para acertar a conta depois. É claro que é difícil. Mas é possível. Vamos praticar. 

Não há como retribuir sentimentos na mesma medida, isso é mera ilusão. A gente tenta, mas não dá. Já agradeci aos almoços na casa do brother, comprando para ele um hambúrguer. Comparar aquela delícia de feijão a um hambúrguer seria até ofensivo. Mas eu não sei fazer feijão. Eu só ofereço o que eu posso, e quando ofereço é de todo o meu coração. Nunca assuma compromissos que não pode cumprir, só para tentar ser aceito, para agradar, para ser querido. 

Reciprocidade é mais ou menos isso. Não é uma equação perfeita, é um ciclo contínuo, um fluxo. O que você faz hoje por alguém, sempre vai retornar para você. E não são as suas cobranças que vão trazer isso. Sentimento não se cobra. Exigir que o outro sinta por você exatamente o mesmo, é surreal. Nossos sentimentos são nossos. E se você está numa relação na qual sente que não há reciprocidade, cabe somente a você sair dela. Desapega. Não precisa sair batendo a porta ou jogando na cara a sua listinha de boas ações. Isso é complexo de Papai Noel. Ter que provar porque merece ganhar presente, é a coisa mais estúpida que podemos ensinar às nossas crianças. 

A vida é sincera, mas as pessoas nem sempre são. Se você gosta de gente de verdade, seja uma pessoa verdadeira. Todos nós vamos ter ilusões, decepções, tristezas profundas, sentimentos de abandono, raiva...

Precisamos aceitar essa dor, sustentá-la e superá-la. Sem guardar mágoas, rancor, sentimento de vingança. Se uma pessoa é capaz de te fazer se sentir mal, você tem que se perguntar em que momento perdeu o controle das suas próprias emoções. Não se amargure e nem encha o café de açúcar. 

E antes de atravessar oceanos por alguém, tenha certeza de que tem fôlego o suficiente e de que está fazendo isso porque quer, não porque foi obrigado. Amor é liberdade!


Clientes gritam “fora Lula” em restaurante de Maceió
Olha quem manda um abraço para o Misto Brasília
veja +
Eunício adia sessão do Congresso para votação da reforma política
Deputados do PSDB dizem que são contra fundo de campanha de R$ 3,5 bilhões
Câmara aprova projeto que garante apoio financeiro às Santas Casas
veja +