Terra em transe

autor André Pereira Cesar

Postado em 11/05/2017 13:20:22 - 13:09:00


Congresso Nacional, a caixa de ressonância política do Judiciário e do Executivo/Arquivo/Divulgação

O pedido de suspeição de Rodrigo Janot pode ser uma nova caixa de Pandora que está sendo aberta

Cantada em verso e prosa, a crise política ganhou ainda mais força nos últimos dias. Em diferentes frentes o ambiente se esgarçou e as consequências disso ainda não estão totalmente delineadas.

O ponto crítico se deu no depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba. Na condição de réu, o ex-presidente mobilizou simpatizantes e militantes petistas e tentou politizar o processo. O saldo final, porém, foi pífio. Lula não conseguiu convencer aqueles que apoiam a Lava Jato e falou apenas para seu público cativo. No âmbito legal, a situação do ex-presidente também não melhorou. O petista enfrentará muitas dificuldades à frente.

No Congresso Nacional, o quadro também foi tensionado. Após os recentes confrontos registrados, a Casa foi fechada para a votação da reforma da Previdência. O ambiente seguirá tenso, pois o processo de votação da matéria está longe de concluído. Também a reforma trabalhista, essa no Senado Federal, gerará novos ruídos.

Igualmente o Judiciário apresentou seus conflitos. O mais evidente foi o pedido de suspeição, feito pelo procurador-geral da República Rodrigo Janot, ao ministro Gilmar Mendes. O caso envolve o processo sobre o empresário Eike Batista e mostra um lado sombrio e ainda pouco conhecido da Justiça brasileira. Uma nova caixa de Pandora pode estar sendo aberta.

Em suma, há um evidente ambiente de desconforto e desconfiança no país. Um ambiente onde o debate sai enviesado, as forças políticas não fazem avançar a agenda e as instituições ficam em xeque. O "nós contra eles" ganha espaço, mas ao final será a sociedade como um todo que perderá. Glauber Rocha nunca esteve tão atual. Brasil em transe.


Arthur Maia aceita proposta de servidores para facilitar aprovação da reforma
Maia anuncia a nova data de votação da reforma da Previdência
veja +
Nilson Leitão vai liderar a bancada do PSDB no próximo ano
Rodrigo Maia diz que a "sociedade" concorda que é necessário a reforma na Previdência
Zarattini disse que adiar votação da reforma da Previdência é uma derrota do governo
veja +