Um país em convulsão?

autor André Pereira Cesar

Postado em 27/04/2017 10:35:49 - 10:29:00


Manifestações contra a corrupção no Congresso Nacional/Arquivo/Divulgação

O fato concreto é que existe uma clara divisão entre "nós" e "eles" no país

Agora, as atenções estão voltadas para a greve geral convocada para a sexta-feira, 28 de abril. A situação é controversa. De um lado, observadores da cena política avaliam que se trata apenas de uma "manifestação de redes sociais", com impacto limitado sobre a sociedade e a economia.

De outro, há os que acreditam que, afetado o transporte público, todo o país sentirá. Os dados estão rolando e as apostas estão no ar.

Para concluir, alguns chefes do Executivo já se mobilizam e buscam alternativas para a sexta-feira. O prefeito de São Paulo, João Dória, fez acordo com o Uber para transportar de graça os servidores municipais que não aderirem à greve. O Uber, por sinal, que há tempos vive em conflito com os taxistas. Mais um exemplo da realidade que vive o Brasil.

O fato concreto é que existe uma clara divisão entre "nós" e "eles" no país. Se esse quadro se acirrará, só o tempo dirá. Mas o fato inquestionável é que, desde a redemocratização do Brasil, os tempos não eram tão incertos. É tão inseguros.


Rollemberg diz que não há decisão sobre ampliação do racionamento
Mensagem emocionante de quem construiu o Congresso
veja +
Parlamentares defendem ações e investimentos para a primeira infância
Para Perondi, governo enfrenta poderoso nicho de fiscais e Ministério Público do Trabalho
Eunício explica porque não leu o Projeto de Decreto do Trabalho Escravo
veja +