Belo Monte e o ridículo do passado

autor Vitória Colvara

Postado em 26/04/2017 20:04:54 - 20:01:00


Hidrelétrica de Belo Monte já com o enchimento concluído/Arquivo/Divulgação

O deboche é uma doença dos nossos tempos, que tem ocasionado problemas de toda ordem

Em 2011 fui cruelmente ridicularizada numa mesa de bar por ser contra a construção de Belo Monte. Foi um fato que me marcou muito porque dentre as pessoas que me ridicularizaram, tinham estudantes de engenharia que vomitaram fórmulas na minha cabeça querendo com elas justificar o injustificável. E o pior, fazendo isso pelo simples prazer de discordar. Não estavam efetivamente com vontade de dialogar.

Só queria debochar mesmo.

Eu queria por convencer aquelas pessoas sobre os impactos econômicos, sociais e ambientais dessa hidrelétrica que nem no papel faz sentido, muito menos na prática. Mas me senti tão mal, tão incapaz, que ao invés de me tornar expert no assunto, enveredei para outros ramos do direito ambiental, embora sempre tenha gostado do tema energia.

Hoje, seis anos depois, superado esse trauma, estou sentada numa sala de aula repleta de engenheiros, mestres e doutores das mais variadas áreas discutindo sobre capacidade energética do Brasil. Nesse momento, no quadro branco, estão inúmeros gráficos e as mesmas fórmulas vomitadas na minha cabeça há um tempo, só que dessa vez, estão sendo utilizadas para demonstrar o quão inviável é a construção dessa usina que jamais funcionará em plena capacidade!

Precisamos de mais amor, mais compreensão e mais incentivo.

Se você acredita verdadeiramente em algo, siga em frente. Jamais se cale. Jamais permita que qualquer pessoa te diminua ou deboche de você. O deboche é uma doença dos nossos tempos, que tem ocasionado problemas de toda ordem. Olhe para uma pessoa ao seu redor e elogie o seu trabalho, elogie sua pesquisa, elogie. Incentive. Estimule.

Fale para sua amiga fotografa não desistir de tirar fotos. E para o seu amigo rapper, mostre o quanto as músicas dele te tocam.

Se você não tem um sonho, não seja um babaca destruidor de sonhos alheios. E quando for discordar de alguém, faça isso com argumentos válidos e não com ridicularizações. 


Rollemberg diz que não há decisão sobre ampliação do racionamento
Mensagem emocionante de quem construiu o Congresso
veja +
Parlamentares defendem ações e investimentos para a primeira infância
Para Perondi, governo enfrenta poderoso nicho de fiscais e Ministério Público do Trabalho
Eunício explica porque não leu o Projeto de Decreto do Trabalho Escravo
veja +