Notas de conjuntura política

autor André Pereira Cesar

Postado em 25/02/2017 07:48:57 - 07:39:00


Relator da reforma tributária Luiz Carlos Hauly/Arquivo/Agência Câmara

Serra, Serraglio, Moraes, Ribeiro, reforma tributária e a previdenciária que seguem contando prazo

José Serra fora do ministério: a saída de Serra do Itamaraty não mudará as diretrizes da política externa brasileira. O novo titular da pasta, independente do nome, seguirá o que já vem sendo feito desde o início do governo Temer.

Osmar Serraglio na Justiça: a nomeação de Serraglio para a Justiça reforça os laços do PMDB com o Planalto e reequilibra o quadro de forças na coalizão governista. O novo ministro será uma peça importante no novo desenho político do Planalto.

Alexandre de Moraes no STF: a confirmação do nome de Moraes para o Supremo Tribunal Federal representa importante vitória para o presidente Temer. Agora, o novo integrante da Corte terá pela frente uma agenda de interesse do Planalto.

Agnaldo Ribeiro na liderança do governo: dentro da recomposição do governo, a indicação de Ribeiro para a liderança na Câmara dos Deputados mostra a força e a importância do PP na base aliada. Ribeiro, apesar de jovem, é político experiente e com excelentes conexões parlamentares.

Reforma tributária: o deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) apresentou sua minuta de projeto. O texto ainda é embrionário e a confecção final da proposta demandará ainda intensa negociação. A posição do Planalto será fundamental para o eventual êxito do projeto.

Reforma previdenciária: menina dos olhos do governo, a reforma da Previdência segue avançando e contando prazos. O relator, deputado Arthur Maia (PPS-BA), já recebe as proposta de emendas. O debate será intenso entre março e abril na Comissão Especial que analisa a matéria.


Evacuação na Câmara dos Deputados. É só treinamento
Ingo Penz e o recado para Brasília com sua Choppmotorrad
veja +
Blairo explica embargo da carne brasileira pelos EUA
Jucá detalha proposta para fundo e doações de campanha 2018 e 2020
Hélio José diz que governo é corrupto e reclama de cortes em indicações
veja +