Aguardando o novo xerife

autor André Pereira Cesar

Postado em 15/02/2017 13:21:15 - 13:17:00


Clássica cena de filme do velho oeste/Reprodução Google

Sociedade espera que um xerife adentre o saloon e imponha mínimo de ordem

O Brasil em geral, e o mundo político em especial, aguardam a definição do nome do novo ministro da Justiça. As bolsas de apostas seguem apontando para um ou outro candidato, mas nada temos de concreto. O presidente Michel Temer continua fechado em copas.

Tão importante quanto a definição do novo titular é o trabalho hercúleo que ele terá à frente da pasta. São muitos os desafios que se apresentarão ao ministro.

Em primeiro lugar, a crise no sistema prisional brasileiro continua a preocupar e incomodar a nação. Os eventos do Amazonas, de Roraima e do Rio Grande do Norte deixam clara  a necessidade de profundas alterações nesse sistema. Novas rebeliões não podem ser descartadas.

Temos ainda a crise de segurança pública em sentido mais amplo, com a Polícia Militar ameaçando parar em muitos estados. O Espírito Santo deu o dramático exemplo.

Também no âmbito da segurança pública, os agentes penitenciários estão insatisfeitos com o Plano Nacional de Segurança Pública, apresentado em janeiro pelo governo federal. Mais um barril de pólvora no ar.

Policia Federal também está em pé de guerra. Os delegados exigem mudanças no comando e a corporação como um todo (ao lado dos agentes rodoviários) são contra os termos da reforma da Previdência.

Como se não bastasse, o novo ministro enfrentará forte pressão sobre a Lava Jato. Interesses políticos tentam minar as operações em curso.

Um outro elemento é importante nessa análise. Dentro do processo de reacomodação das forças políticas que integram a coalizão que sustenta o governo Temer, o próximo titular da Justiça, em tese, deverá representar o PMDB. Terá ele condiçõesde realizar um trabalho isento, alheio às pressões que certamente virão de todos os lados? Novamente a Lava Jato aparece como uma sombra...

No momento, o mais cotado para o posto é Carlos Velloso, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal. Respeitadíssimo no meio jurídico, a grande dúvida é se teria hoje condições políticas para o cargo.

Tal qual um bom faroeste, a sociedade espera um xerife que adentre o saloon e imponha respeito e um mínimo de ordem. Do contrário, a frustração será geral. Mais uma vez.


Arthur Maia aceita proposta de servidores para facilitar aprovação da reforma
Maia anuncia a nova data de votação da reforma da Previdência
veja +
Nilson Leitão vai liderar a bancada do PSDB no próximo ano
Rodrigo Maia diz que a "sociedade" concorda que é necessário a reforma na Previdência
Zarattini disse que adiar votação da reforma da Previdência é uma derrota do governo
veja +