Lula de luto

autor Maya Félix

Postado em 05/02/2017 09:18:41 - 09:12:00


Lula reunido com políticos, quase todos envolvidos com a Lava Jato/Arquivo/Divulgação

O povo vive numa realidade, os políticos em outra. Cercados de regalias, não entendem seu tempo

Lula está de luto. Eu respeito. Mas o Brasil não pode dar um passo atrás. A Operação Lava Jato foi um avanço para milhões de brasileiros que trabalham e veem a cada mês, a cada ano, o dinheiro que lhes é extorquido como “impostos” e “taxas” enriquecer criminosos políticos (ou políticos criminosos, como queiram) pela corrupção. Esse sangue tem que ser estancado.

Michel Temer, Renan Calheiros, Rodrigo Maia, ministros do STF, todos eles ainda não entenderam que o brasileiro se cansou mesmo. Todos os dias vejo, em redes sociais, nas ruas e entre colegas, amigos e familiares, manifestações de um profundo descontentamento com a vida no Brasil. Está cada vez mais insuportável. A imprensa parece que menospreza a inteligência de uma boa parte do público e empurra goela abaixo um discurso que não cola mais. Não é mais possível relativizar os crimes que são cometidos em nome de civilidade. Quando surgem políticos de pulso firme e ideias definidas, o povo aplaude: sem margem a manipulações, falácias, ideias apodrecidas que foram semeadas numa agenda amarelada que não deu certo, queremos gente de verdade nos cargos públicos, que defenda o que a maioria do povo defende.

Não adianta repetir à exaustão que tem que desarmar o povo: o povo quer ter o direito a se proteger sozinho e portar arma de fogo. Não adianta choramingar em torno da legalização do aborto: a maioria esmagadora do povo brasileiro é contra o assassinato de crianças no ventre da mãe. Não adianta repetir como mantra que marmanjo de 16 anos é criança e não sabe o que faz: é preciso reduzir a maioridade penal imediatamente, e se fizermos um plebiscito, garanto que o povo será unânime em aprovar a redução.

Fora isso, leis penais mais duras, privatização de presídios, privatização de empresas (falidas) como os Correios, federalização da Educação Básica e do Ensino Médio em lugares onde os índices educacionais são ruins, prisão de corruptos e tanta coisa que parece que não existe para essa canalha sanguessuga do dinheiro do pagador de impostos.

O povo vive numa realidade, os políticos vivem em outra. Cercados de regalias, não entendem que seu tempo está se esgotando. 2017 tem que ser mais um ano de pressão política. Ou deixar a Pátria livre, ou morrer pelo Brasil. Porque já morremos. 60 mil homicídios por ano. Baleados, estupradas, esfaqueados, carbonizados, esquartejados, por negligência médica, em hospitais sucateados, bem longe do Albert Einstein, do Sírio Libanês, analfabetos, extorquidos, falidos, desempregados, envergonhados, desesperados.


Rollemberg diz que não há decisão sobre ampliação do racionamento
Mensagem emocionante de quem construiu o Congresso
veja +
Parlamentares defendem ações e investimentos para a primeira infância
Para Perondi, governo enfrenta poderoso nicho de fiscais e Ministério Público do Trabalho
Eunício explica porque não leu o Projeto de Decreto do Trabalho Escravo
veja +