A crise hídrica é real?

autor Vitória Colvara

Postado em 26/01/2017 18:33:03 - 18:28:00


A falta de água tornou-se grave no Nordeste e no Distrito Federal/Arquivo/SecaMiséria

Economizar água passa bem longe de simplesmente demorar menos tempo no banho ou escovar os dentes

O temido, porém, esperado racionamento de água chegou no Distrito Federal e regiões. As manchetes dos jornais são as mesmas do ano passado que são as mesmas do ano anterior que são as mesmas de maneira sucessiva e quase interminável.

Desde 2008 especialistas em matéria hídrica e ambiental já alertavam os órgãos públicos sobre a possibilidade de escassez total de água. Também desde 2008 muitos já sabem que o que deve ser feito para economizar água passa bem longe de simplesmente demorar menos tempo no banho ou escovar os dentes com a torneira fechada.

Lembram da polêmica aprovação do Código Florestal em 2012 que anistia grandes desmatadores e que reduz as áreas de preservação ambiental do país? Então, os reflexos devastadores da aplicação dessa legislação têm muito mais a ver com a crise hídrica no Brasil do que o fato de você lavar o seu carro num domingo de sol com o seu filho.

A falta de água no Brasil, país com dimensões hidrográficas estrondosas, e com a maior reserva de água doce do mundo, é uma tragicomédia; uma piada pronta. Alegar que a culpa da escassez seja de São Pedro ou da Mãe Natureza que se esqueceu de enviar mais chuvas, é outra piada pronta.

O pior de tudo isso é que somos bombardeados com tais informações pela rádio, pela internet e pela TV. Bombardeados de tal forma que assim como o carnaval que já se aproxima, o racionamento de água está virando um evento nacional brasileiro e a população já encara isso numa boa.

Com tudo isso não quero de modo algum me posicionar contra o racionamento ou contra as propagandas educativas a respeito da economia de água. Meu intuito é meramente o de alertar as pessoas, principalmente os moradores das regiões diretamente afetadas: Águas Claras, Ceilândia, Park Way, Núcleo Bandeirante, Candangolândia etc sobre o que há por trás da tão falada crise hídrica. Alertar para toda a água virtual que exportamos dia após dia fazendo crescer a conta bancária de alguns e diminuir o reservatório de água de todos.

Afinal de contas, não é de se admirar que num país com tamanha ‘escassez’ hídrica se esteja negociando a privatização de fontes de água doce para o presidente da Nestlé, segundo o qual a água sequer seria um Direito Humano Fundamental?

 


Clientes gritam “fora Lula” em restaurante de Maceió
Olha quem manda um abraço para o Misto Brasília
veja +
Eunício adia sessão do Congresso para votação da reforma política
Deputados do PSDB dizem que são contra fundo de campanha de R$ 3,5 bilhões
Câmara aprova projeto que garante apoio financeiro às Santas Casas
veja +