Um verdureiro na presidência da Câmara Legislativa

autor Gilmar Correa

Postado em 01/01/2017 15:36:47 - 15:13:00


Jose Valle durante discurso de posse na presidência da Câmara Legislativa/Reprodução

Joe Valle promete independência do Legislativo que poderá suspender o aumento das tarifas de ônibus

O verdureiro Joe Valle (PDT) assumiu hoje a presidência da Câmara Legislativa do Distrito Federal. Na mesma data, a maioria dos 50 mil políticos tomou posse nas câmaras de vereadores E uma parte deles como vice-prefeito e prefeito de 5,5 mil municípios. Brasília não tem uma câmara municipal.

Valle está no segundo mandato (exerceu meio período como suplente, o que lhe garantiu a vitória no desempate contra Agaciel Maia). Tem uma postura liberal, boa educação e de fácil trato. Por isso, muitos apostam na retomada da credibilidade da Câmara Legislativa. É um empresário que explora produtos orgânicos e por isso seu discurso sempre vai na direção do desenvolvimento autosustentável. 

O Poder Legislativo é representado por 24 deputados distritais que entram o ano na segunda fase da 7ª. Legislatura. Na solenidade de posse dos novos membros da Mesa Diretoria eleita no dia 15 de dezembro passado, os parlamentares deram a entender que vão dar trabalho ao governador Rodrigo Rollemberg (PSB).

A primeira batalha é o aumento das passagens do transporte coletivo (ônibus e metrô), que chega até a 25% em alguns casos. As novas tarifas que valem a partir de hoje tiraram do sério milhares de usuários que prometem protestos e ampliou o fosse das divergências entre a Câmara Legislativa e o Palácio do Buriti.

O próprio governador em exercício, Renato Santana (PSD), se defende do pepino. “Não vi e nem fui consultado a respeito”. Perguntado hoje pelo Misto Brasília se iria suspender o reajuste nas férias de uma semana de Rollemberg, Santana deu de ombros. “Vou buscar saber que aumentos foram esses.”

Na Câmara, o novo presidente Joe Valle avisa que convocou uma reunião da Mesa Diretora para esta segunda-feira pela manhã. Na pauta, a confecção de um decreto legislativo que terá por finalidade suspender o reajuste das passagens. Pelo humor dos deputados na solenidade de hoje, a proposta passará com folga pelo plenário que será convocado.

Rollemberg tropeçou na avaliação política de reajustar as passagens. É mais um erro que só anima os adversários, como Tadeu Filippelli (PMDB), que esteve na posse da nova Mesa. Como assessor especial do presidente Michel Temer (PMDB), o ex-deputado federal só tem um objetivo: ser candidato ao governo do DF em 2018.

A ideia de Filippeli não se enquadra no discurso de hoje. Renato Santana repetiu o que disse também o senador Cristovam Buarque (PPS). A classe política deveria ser menor política e mais brasileira. Ou seja, pensar menos em eleições e atacar questões centrais de Brasília, como a desigualdade social que separa por classes a população.

Joe Valle disse que vai trabalhar por um Legislativo independente. Esse também é o discurso da nova Mesa Diretora. Na prática há muita água que deve passar por debaixo dessa ponte imaginária.

Nova Mesa da Câmara Legislativa

Presidente: Joe Valle (PDT)

Vice-presidente: Wellington Luiz (PMDB)

Primeira secretária: Sandra Faraj (SD)

Suplente primeira secretaria: Telma Rufino (PROS)

Segundo secretário: Robério Negreiros (PSDB)

Suplente segunda secretaria: Lira (PHS)

Terceiro secretário: Raimundo Ribeiro (PPS)

Suplente terceira secretaria: Cristiano Araújo (PSD)


Guga Kuerten diz que cortar dinheiro do esporte das crianças é ato de desespero
Forró e festa junina no gabinete do vice-presidente da Câmara
veja +
Comissão aprova criação de creches para filhos de agentes de segurança pública
Especialistas sugerem contratação de mais aprendizes pelo poder público
Aplicativo Sine Fácil ajuda 2,7 desempregados no Distrito Federal
veja +