''Dezembro de intempéries revisitado''

autor André Pereira Cesar

Postado em 12/12/2016 09:38:53 - 09:27:00


Temer no Nordeste foi uma tentativa de melhorar o índice de popularidade/Arquivo/PR

Dessa vez a agenda positiva será composta basicamente de matérias difíceis e impopulares

No início do mês, publicamos nesse espaço o artigo "Dezembro de intempéries", no qual alertávamos para os riscos que o governo Temer corria nas últimas semanas do ano. Os fatos mais recentes indicam que o pior cenário pode estar se materializando.

As informações contidas na delação de Cláudio Melo Filho, ex-executivo da Odebrecht, são nada menos que bombásticas. O que lá foi apresentado coloca em xeque não somente os atuais titulares do Planalto, mas o sistema político como um todo.

No caso específico de Temer, o quadro é ainda mais grave com um simples passar de olhos sobre seus índices de popularidade. O último DataFolha, divulgado no final de semana, aponta que apenas 10% da população aprovam seu governo, contra 51% contrários. Mais ainda, expressivos 63% defendem sua renúncia. Números similares aos da presidente cassada Dilma Roussef.

Importante ressaltar aqui que o campo da pesquisa ocorreu antes da delação do ex-executivo da Odebrecht tornar-se pública. Ou seja, há espaço para uma piora nos indicadores.
 

Pressionado na política, sem apoio popular e com seus principais colaboradores também denunciados, a Temer resta apenas a tentativa de estabelecer uma "agenda positiva". Velha conhecida em momentos de crise, dessa vez a agenda positiva será composta basicamente de matérias difíceis e impopulares. Para ficar em apenas dois exemplos, o governo concluirá a votação da PEC do teto dos gastos públicos e acelerará a discussão sobre a reforma da Previdência. Mais do mesmo, como se vê.

E assim chegamos ao final de 2016, um ano duro e que deixará marcas profundas no país. O dezembro das intempéries será apenas o gran finale desse processo.


Guga Kuerten diz que cortar dinheiro do esporte das crianças é ato de desespero
Forró e festa junina no gabinete do vice-presidente da Câmara
veja +
Comissão aprova criação de creches para filhos de agentes de segurança pública
Especialistas sugerem contratação de mais aprendizes pelo poder público
Aplicativo Sine Fácil ajuda 2,7 desempregados no Distrito Federal
veja +