Pensamento sobre a vitória de Donald Trump

autor Maya Félix

Postado em 09/11/2016 16:27:17 - 16:18:00


Hillary abraça simpatizante pouco antes do resultado das eleições/Divulgação/TwitterHillaryClinton

Os gays querem ser defendidos do terrorismo com fuzis, e não com CDs da Beyoncé, ora pois!

Segundo todos os prognósticos, Hillary Clinton ganhou nas principais emissoras de televisão e nos institutos de pesquisa, além de Miami, Bervely Hills, Washington, New York e Manhattan. Donald Trump teve a vitória nas eleições nos EUA.

Como andam dizendo, subestimaram a inteligência dos latinos, que no Texas, por exemplo, votaram em Trump porque são cristãos, conservadores e antiaborto. E um amigo do Facebook, para explicar porque lá a apuração demorava mais tempo do que aqui, passou logo o trator: é porque lá eles contam os votos.

Eu mesma fiquei imaginando qual o motivo para a Hillary ter perdido naquele Estado em que 50 LGBTs foram mortos por terroristas islâmicos, e aí veio a resposta rápida no Twitter: os gays querem ser defendidos do terrorismo com fuzis, e não com CDs da Beyoncé, ora pois!

A verdade é que esquerda mundial não se conforma, os institutos de pesquisa tampouco, mas há um enorme desgaste e um visível descompasso entre políticas globais planejadas em grandes escritórios, onde “o mercado” dita as regras, e políticas locais construídas pelas necessidades e valores dos cidadãos comuns.

Por isso Trump ganhou, mas não só ele: Brexit, Colômbia contra as Farc, Brasil contra plebiscito para desarmar a população, Marcelo Crivella no Rio etc.

E sabem o que vai continuar a ocorrer? A vitória daquilo que chamam monstruosamente de “direita radical”, “ultra direita”, “direita nacionalista”, ou seja lá o que querem chamar, conferindo carga semântica mais que negativa àquilo que não é espelho. A revolução elitista freudiana que sempre quis abalar os conceitos de família, por exemplo, perdeu.

Só ganha entre desmiolados de mente frágil, adolescentes influenciáveis e gente que lucra muito pra defender “a causa”. Este é só um dos exemplos. O que há, mesmo, por trás, é muitos petrodólares de sheiks que estão à frente de países como Arábia Saudita e Quatar e biliardários do calibre de George Soros.

Donald Trump é o novo Mr. President da nação mais poderosa do Planeta. Ponto.


Repórter se disfarça de mendigo para pedir um abraço. Veja as reações
Evacuação na Câmara dos Deputados. É só treinamento
veja +
Jucá está confiante que minirreforma eleitoral será aprovada após ajustes
Eunício diz que pauta do Senado é do Brasil e não paralisará
Marco Tebaldi diz que lei favorece o livre comércio
veja +