Metade das barragens de minérios está em risco

autor Misto Brasília

Postado em 04/11/2016 15:33:55 - 15:31:00


Como ficou Mariana após tragédia/Reprodução da internet

Neste sábado, a tragédia de Mariana faz um ano, com rompimento da barragem da Samarco

O vazamento de lama e rejeitos de minério da Samarco, em Mariana-MG, completa neste sábado (5) um ano da tragédia. O pior é que 50% das barragens do mesmo tipo do Brasil estão em risco de colapso.

O  levantamento do Ministério Público Federal (MPF) aponta a possibilidade de haver mais tragédias de igual ou impacto superior. Foram fiscalizadas 397 barragens em 2016. No estado de Minas Gerais se encontram 60% dessas barragens de mineradoras que oferecem perigo.

A investigação contemplou a maneira como foram construídas e o atual estado de conservação. Pelo menos em 26 barragens foram classificadas como muito perigosas. Já 182 barragens podem se romper e proporcionar consequências equivalentes ao o que ocorreu em Mariana.

De acordo como MPF, a barragem de sedimentos da pedreira Itapeti, localizada em Mogi das Cruzes-SP, há um alto dano de potencial igual á barragem do Fundão, que provocou desastre com vítimas quando se rompeu em 2015.

“Em muitos casos, a falta de estrutura do DMPM (Departamento Nacional de Produção Mineral) leva à não aplicação adequada da lei”, diz o procurador Darlan Dias. Ele alerta que Mariana não foi o primeiro caso e nem será o último caso de rompimento de barragem. 


Moradores fazem panelaço durante pronunciamento de Temer no domingo
Apoio à greve dos caminhoneiros leva milhares às ruas neste domingo
veja +
Começa nesta sexta-feira o Feirão da Caixa em Brasília
Vacinação contra a aftosa continua no Distrito Federal até o final do mês
Barroso explica obrigação dos partidos em reservar 30% do fundo eleitoral para candidatas
veja +